Tingir cabelo de preto rejuvenesce líderes do PC chinês

Pintar a cabeleira é um hábito comum entre os homens chineses, que consideram fios brancos coisa de aposentado

PEQUIM, O Estado de S.Paulo

04 de novembro de 2012 | 02h04

Ainda não se sabe os nomes das pessoas que entrarão em fila indiana em um dos salões do Grande Palácio do Povo no dia 15, colocando fim ao mistério sobre a identidade dos novos dirigentes da segunda maior economia do mundo. Uma coisa é certa: todos (ou quase todos) terão cabelos pintados de preto e usarão ternos da mesma cor.

Apesar de terem entre 57 e 67 anos, nenhum dos mais cotados para assumir as cadeiras no organismo máximo de comando da China tem fios de cabelo brancos. E isso se deve mais aos cosméticos do que a uma condição genética dos dirigentes comunistas.

Pintar o cabelo de preto é algo extremamente comum entre os homens chineses. A cor branca é para os que se aposentam, no sentido amplo da palavra, e é especialmente indesejada para os que exercem o poder.

O futuro presidente, Xi Jinping, de 59 anos, e o próximo primeiro-ministro, Li Keqiang, de 57, são donos de cabeleiras negras e relativamente vastas. Aos 65 anos, Zhang Dejiang exibe fios escuros.

Substituto de Bo Xilai na megacidade de Chongqing, Zhang estudou economia na Coreia do Norte, nos anos 80, e é considerado um nome quase certo no Comitê Permanente do Politburo, grupo de pessoas que de fato manda na China - hoje o organismo tem nove integrantes, mas o número deve ser reduzido a sete.

Os cabelos negros também são marca de Zhang Gaoli, de 65 anos, dirigente da cidade de Tianjin, outro forte candidato a entrar no grupo dos sete. Responsável por questões econômicas no atual gabinete, Wang Qishan, de 64 anos, é visto como aposta segura para a nova cúpula - ele destoa de seus colegas pela escassez de cabelos, que ele tenta disfarçar penteando a maior parte dos fios para o lado direito da careca.

Outros candidatos também exibem cabeleira negra: Yu Zhensheng, de 67 anos, dirigente de Xangai, Li Yuanchao, de 61, chefe do Departamento de Organização do PC, e Liu Yunshan, de 65, chefe do Departamento de Propaganda. O único que assumiu os fios brancos é Wang Yang, de 57 anos, dirigente da Província de Guangdong (Cantão), que viu, nos últimos dias, reduzidas as suas chances. / C.T.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.