Tio de Kim Jong Un é executado por traição

O tio do líder norte-coreano Kim Jong Un foi executado por traição, informou a agência de notícias da Coreia do Norte. De acordo com os meios estatais, Jang Song Thaek é "pior do que um cachorro."

AE, Agência Estado

13 de dezembro de 2013 | 04h53

O anúncio foi feito na madrugada desta sexta-feira, dias depois que o governo do país anunciou que Jang havia sido retirado de todos os seus cargos em função de acusações de corrupção, consumo de drogas, de participar em jogos de azar, de ser mulherengo e de levar uma "vida perversa."

Ele era considerado o segundo funcionário mais poderoso do governo norte-coreano. Jang foi visto como alguém que ajudou Kim Jong Un a se consolidar no poder depois da morte de Kim Jong Il. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
coreia do sullíderexecução

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.