Tiro para o alto fere membro da Ku Klux Klan

Uma bala disparada para o alto, durante a iniciação de um novo membro do grupo racista americano Ku Klux Klan, caiu de volta e atingiu um dos participantes da cerimônia na cabeça, ferindo-o seriamente. Gregory Allen Freeman foi acusado de agressão grave e negligência pelo incidente, que feriu Jeffery Murr na noite de sábado. Cerca de dez pessoas, incluindo duas crianças, haviam se reunido para a iniciação. O novo membro teve os olhos vendados, foi amarrado com um laço de forca a uma árvore e atacado com tiros de paintball. Freeman fez o disparo para o alto para garantira sonoplastia, disse o xerife Fred Phillips.A bala atingiu Murr no alto da cabeça e saiu pela base do crânio, informam as autoridades. Freeman fugiu, mas foi preso perto de casa. Foi liberado após pagar fiança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.