Tiros contra família israelense em Gaza; um morto, três feridos

Um israelense americano foi morto e sua mulher e seus pais foram feridos na Faixa de Gaza nesta sexta-feira. No mesmo dia, um militante palestino foi morto num confronto com o Exército israelense. Tzvi Goldstein, de 47 anos, foi atingido por tiros enquanto dirigia seu carro perto de Ramallah. Ele estava indo para uma festa em Jerusalém um dia depois do casamento do filho. Tinha dupla nacionalidade desde que se mudou dos Estados Unidos para Israel 15 anos atrás. Seus pais, Gene e Lorraine Golstein, que moram em Plainview, Nova York, e estavam em visita ao filho, também foram atingidos pelos tiros e seu estado é grave, segundo informou o Hospital Hadassah, em Jerusalém. A mulher de Tzvi teve ferimentos leves quando o carro dirigido pelo marido ficou desgovernado e capotou. Um site ligado ao grupo radical Hamas assumiu a responsabilidade pelo atentado contra a família. O militante palestino que foi morto tinha 25 anos e fazia parte de um grupo que, segundo as autoridades israelenses, se preparava para atacar uma comunidade israelense em Neve Dekalim. O exército abriu fogo contra o grupo. A violência tem ameaçado o projeto para um plano de paz na região; desde que ele foi lançado pelo presidente americano George W. Bush, no dia 4 de junho, um total de 67 pessoas ? israelenses e palestinos ? já morreu em confrontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.