Tiros são dados na passagem do veículo do primeiro-ministro da Tailândia

Durante o tiroteio Vejjajiva estava com o vice-primeiro-ministro Suthep Thaugsuban dentro do Ministério, onde no começo da manhã deste domingo se concentraram várias dezenas de manifestantes antigovernamentais

EFE

12 de abril de 2009 | 05h57

Vários policiais e manifestantes ficaram feridos por arma de fogo durante o tiroteio que aconteceu quando o carro oficial do primeiro-ministro da Tailândia, Abhisit Vejjajiva, deixava o Ministério do Interior, em Bangcoc, informou a rádio estatal.

 

De acordo com o canal de televisão "PBS", durante o tiroteio Vejjajiva estava com o vice-primeiro-ministro Suthep Thaugsuban dentro do Ministério, onde no começo da manhã deste domingo se concentraram várias dezenas de manifestantes antigovernamentais para protestar contra a detenção de um de seus líderes.

 

Ainda se desconhece o número de pessoas feridas. Segundo testemunhas, soldados das forças de segurança realizaram depois disparos para o ar para tentar dissolver um grupo de manifestantes que avançou sobre o veículo do primeiro-ministro.

 

Por outro lado, cerca de meio centena de opositores do Governo entraram nas dependências do Ministério do Interior sem quase encontrar resistência por parte dos soldados que estão desdobrados perante as portas do prédio.

 

O incidente teve lugar pouco depois que o Governo de Vejjajiva declarou o estado de exceção em Bangcoc e em outras cinco províncias vizinhas com a finalidade de restaurar a ordem e pôr fim aos protestos antigovernamentais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.