Tiroteio com o exército deixa 13 criminosos mortos no México

Grupo de pessoas armadas foi localizado em uma operação no município de Rio Bravo, ao serem surpreendidos, criminosos tentaram fugir disparando contra soldados, que revidaram

Efe,

25 de março de 2011 | 03h54

MÉXICO - Pelo menos 13 supostos criminosos morreram após um tiroteio com soldados do exército mexicano em uma comunidade do município de Rio Bravo, no estado de Tamaulipas, informaram fontes oficiais nesta quinta-feira, 24.

 

A Secretaria da Defesa Nacional (Sedena) explicou em comunicado que um grupo de pessoas armadas foi localizado em uma operação realizada nas imediações de Atizapán de Zaragoza, no município de Rio Bravo, na fronteira com o Texas (EUA).

 

Ao serem surpreendidos, os criminosos tentaram fugir disparando contra os soldados, que revidaram, explica a nota.

 

No enfrentamento, 13 bandidos morreram e outro foi detido. Além disso, foram apreendidos sete veículos - dos quais um blindado -, 25 armas de longo alcance, seis armas de curto alcance, duas granadas de mão, 173 carregadores e mais de seis mil cartuchos.

 

"Os corpos dos infratores mortos, o detido, veículos, armamento, carregadores e munição estão à disposição das autoridades correspondentes", acrescenta o comunicado.

 

A Sedena indicou que as ações desta quinta-feira são parte da estratégia do governo do México contra o narcotráfico e o crime organizado dentro da operação "Nordeste".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.