Tiroteio em acampamento deixa ao menos dez mortos na Noruega

Incidente ocorre horas depois de explosão em um dos prédios do governo matar sete em Oslo

Agência Estado e Assocaited Press

22 de julho de 2011 | 13h30

Atualizado às 21h05

 

Ilha onde era realizado o acampamento do Partido Trabalhista

 

OSLO - Ao menos dez pessoas morreram após um tiroteio na ilha de Utoya, na Noruega, onde ocorria um acampamento da juventude do Partido Trabalhista do país, informa nesta sexta-feira, 22, a imprensa local. Horas antes, uma explosão em um dos prédios do governo matou ao menos sete na capital, Oslo. O autor dos disparos foi preso e uma testemunha disse ter visto dezenas de corpos no local. As autoridades acreditam que os dois incidentes estejam vinculados.

 

Veja também:

linkExplosão mata dois e fere 15 em Oslo

linkBrasileiro em Oslo: 'Havia muitas pessoas chorando nas ruas'

linkHá um ano, 3 foram presos em Oslo por laços com Al-Qaeda

mais imagens As primeiras imagens do local da explosão (NRK)

video VÍDEO: Imagens revelam destroços da explosão

video YOUTUBE: Vídeo do local da explosão

 

Per Gunnar Dahl, porta-voz do partido, disse que um homem vestido com um uniforme policial começou a atirar contra jovens reunidos para o acampamento anual da legenda. Segundo ele, cerca de 700 pessoas, sendo a maioria de adolescentes de entre 14 e 18 anos, estavam no local.

 

Mais cedo, uma explosão atingiu vários prédios do governo em Oslo, deixando ao menos sete mortos e dois feridos em estado grave. Segundo a polícia, a explosão foi causada por uma bomba. A mídia local diz que o episódio pode ter sido um ataque terrorista. O escritório do primeiro-ministro norueguês fica em um dos edifícios atingidos, mas ele não estava no prédio na hora da explosão, segundo informações iniciais.

O secretário de Estado, Hans Kristian Amundsen, disse à BBC que "ainda há pessoas no interior dos prédios", sem dar detalhes. Segundo ele, trata-se do pior episódio deste tipo no país. Os escritórios do tabloide VG, o maior do país, também foram atingidos. A rádio estatal NRK informou que "várias pessoas foram mortas". As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.