AP
AP

Tiroteio em base militar americana deixa 4 mortos e pelo menos 14 feridos

No mesmo cenário no qual 13 pessoas foram mortas em 2009, homem armado abre fogo e causa nova tragédia

O Estado de S. Paulo,

02 de abril de 2014 | 21h01

(Atualiza às 22h20)  FORT HOOD, EUA - A base do Exército americano em Fort Hood, no Texas, voltou a ser palco de um tiroteio na quarta-feira, 2. Um homem armado abriu fogo deixando pelo menos quatro mortos, segundo o deputado republicano do Texas Michael McCaul. Até o momento, o governo não confirmou as mortes. Em condição de anonimato, autoridades disseram que o atirador se matou e o identificaram como o especialista do Exército Ivan Lopez.

De Chicago, o presidente, Barack Obama, lamentou o caso e disse que os EUA estão "com o coração partido" por mais um tiroteio em Fort Hood. O presidente disse que a equipe de segurança nacional da presidência trabalhava com o Departamento de Defesa e o FBI para determinar o que aconteceu. "Nós vamos a fundo para saber exatamente o que aconteceu", disse. O tiroteio ocorreu menos de cinco anos após um psiquiatra do Exército ter matado 13 pessoas no local.

Em pronunciamento, o secretário de Defesa, Chuck Hagel, disse que "pessoas foram mortas e feridas nessa tragédia terrível", sem especificar quantas exatamente. "Obviamente, quando temos esse tipo de tragédia em nossas bases, alguma coisa não está funcionando."

Citando uma fonte do governo, sem indentificá-la, a rede de TV CNN disse que o incidente teria começado com um ataque de um soldado contra outro, no prédio da brigada médica. A primeira impressão, segundo essa fonte, era de que o episódio não teria relação com terrorismo. Os relatos sobre o que aconteceu com o atirador estavam desencontrados. Segundo o The New York Times, enquanto um oficial afirmou que o atirador se matou, outro disse que ele foi "neutralizado".

O governador do Texas, Ricky Perry, disse que a priorida do governo era cuidar das vítimas e suas famílias. "Fort Hood tem provado sua resiliência antes e, agora, mais uma vez. Texas vai apoiar com todos os esforços que pudermos e todos os necessários", declarou o governador. / AP e NYT

Tudo o que sabemos sobre:
EuaatiradorFort Hood

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.