AP Photo/Stephen Lance Dennee
AP Photo/Stephen Lance Dennee

Atirador mata dois estudantes e fere 17 em escola no Kentucky

Segundo o governador Matt Bevin, o suspeito está sob custódia e será acusado de homicídio e tentativa de homicídio; motivação do ataque ainda é investigada

O Estado de S.Paulo

23 Janeiro 2018 | 13h09
Atualizado 23 Janeiro 2018 | 17h12

CHICAGO, EUA - Duas pessoas foram mortas e ao menos 17 ficaram feridas nesta terça-feira, 23, em uma escola no Kentucky, nos EUA, informou o governador Matt Bevin, acrescentando que o atirador está sob custódia. Segundo a polícia, ele será acusado de homicídio e tentativa de homicídio. 

+ Ataque a tiros em escola no Novo México deixa ao menos três mortos

Uma menina de 15 anos morreu na hora e um menino com a mesma idade morreu no hospital. Cinco dos feridos não foram baleados. Os disparos foram feitos na Marshall County High School em Benton, um povoado a cerca de 193 km a noroeste de Nashville. O caso é mais um de ataques com arma de fogo semelhantes em escolas americanas. As causas do ataque estão sendo investigadas.

+ Atirador mata 4 e fere alunos nos Estados Unidos

"Tiroteio trágico na Marshall County HS. O atirador está sob custódia. Uma vítima confirmada, várias feridas. Ainda não se sabe muito", disse o governador de Kentucky, Matt Bevin, em sua conta no Twitter, pouco tempo depois dos primeiros alertas sobre o caso.

Darlene Lynn, da Gestão de Emergências do Condado de Marshall, disse à emissora WDRB-TV que alguns dos cidadãos feridos foram transportados de helicóptero para receber tratamento médico. A polícia afirmou que a escola foi fechada e as vias de acesso ficaram bloqueadas. 

A treinadora da equipe de futebol do colégio ressaltou que todos os atletas estão a salvo. "Jamais teria pensado que algo assim aconteceria em um povoado pequeno como o nosso", disse Savana Smothers. / AFP, REUTERS e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.