Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Tiroteio em Riad mata supostos membros da Al-Qaeda

Seis supostos membros do ramo saudita da Al-Qaeda e um policial morreram nesta madrugada durante uma troca de tiros no bairro de Al Najil, em Riad (sede do reinado da Arábia Saudita). No confronto, vários agentes ficaram feridos, informou o Ministério do Interior da Arábia Saudita. Ainda se sabe se os seis mortos estão na lista dos terroristas mais procurados pelas autoridades sauditas. O confronto começou quando as forças de segurança cercaram uma casa que servia de esconderijo para um grupo de "homens desviados", expressãousada pelas autoridades do reino wahabita (islamismo radical) para os membros da Al-Qaeda. "As forças, atacadas com tiros de fuzil, responderam e conseguiram controlar a situação rapidamente. Seis homens morreram e um sétimo foi detido", diz uma nota do ministério. Segundo moradores de Al Najil, pelo menos 11 policiais foram levemente feridos. Dezenas de supostos membros da Al-Qaeda morreram ou se entregaram às autoridades sauditas nos últimos dois anos. O país é a terra natal do líder da rede internacional, Osama bin Laden, e tem sido cenário de numerosos atentados terroristas desde2003. O reino é o maior produtor e exportador de petróleo do mundo e tem uma forte influência no mundo islâmico porque as cidades maissagradas dos muçulmanos, Meca e Medina, ficam no seu território.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.