Tiroteio em universidade é o quinto em dois anos

Ao menos 31 pessoas morreram nesta segunda-feira, 16, no maior tiroteio já registrado em uma universidade americana. O incidente, que aconteceu no campus da Virginia Tech, no estado da Virgínia, deixou outros 21 feridos.Entre os mortos está o próprio autor dos disparos, mas ainda não foi confirmado se ele foi atingido pela polícia ou se cometeu suicídio. Contudo, este não foi o primeiro ataque ocorrido em uma escola dos Estados Unidos. Nos últimos dois anos, este é o quinto atentado contra estudantes, que já deixou um saldo de ao menos 47 mortos no período.Veja abaixo a cronologia de ataques em colégios:02/10/2006 - Ataque em escola Amish Um motorista de caminhão de 32 anos entra armado em uma escola em uma comunidade rural amish, no Estado da Pensilvânia, e mata quatro garotas. As estudantes tiveram as mãos e pés amarrados antes de serem assassinadas por Charles Roberts com tiros na cabeça. O autor dos disparos suicidou-se. Seis pessoas ficaram feridas.29/09/2006 - Morte do diretor Um aluno de 15 anos entrou na escola rural no condado de Richland, no estado do Wisconsin, e matou o diretor da escola. O aluno ainda realizou vários disparos antes de ser preso pela polícia. 27/09/2006 - Estudantes molestadas No Colorado, uma estudante morreu depois de ser mantida como refém, junto com outras cinco garotas, por Duane Morrison, de 54 anos. Todas as seis garotas foram molestadas pelo criminoso, que se matou assim que a polícia invadiu o colégio Platte Canyon High School.21/03/2005 - Índios em choque Com três pistolas, o estudante Jeffrey Weise matou 7 pessoas e deixou outros 15 feridos no Colégio Red Lake, em uma reserva indígena do Estado de Minnesota. Antes do ataque no colégio, Weise matou o avô e a esposa dele.O estudante, admirador de Hitler, cometeu suicídio após os ataques.16/01/2002 - Faculdade de Direito O nigeriano Peter Odighizuwa, de 43 anos, matou três pessoas depois de ser expulso da Faculdade de Direito Appalachian em Grundy, na Virgínia. Entre os mortos estão o reitor, um professor e um estudante. Outra três pessoasferidas na investida.20/04/1999 - Tiros em Columbine Os estudantes Eric Harris e Dylan Klebold mataram com rifles 12 alunos e um professor no colégio público de Columbine, no Colorado. O Massacre de Columbine foi o segundo ataque mais mortífero a uma escola na história dos EUA. Depois da chacina, Harris e Klebold cometeram suicídio.03/1998 - Ataque em Jonesboro Dois meninos de 13 e 11 anos disparam o alarme de incêndio de uma escola em Jonesboro, no Arkansas, e mataram quatro estudantes e um professor. Outras nove garotas e um professor ficaram feridos.01/08/1966 - Universidade do Texas Um dos mais mortíferos ataques ocorreu na Universidade do Texas, quando Charles Whitman atirou em 16 pessoas - incluindo sua mãe e mulher - e deixou antes de ser morto pela polícia. Ele abriu fogo do alto de uma torre no meio do campus, ferindo outras 31 pessoas.18/05/1927 - Ataque mais mortífero O chamado Desastre da Escola Bath, no Michigan, totalizou 45 mortes, em sua maioria de crianças da segunda e sexta séries. As explosões com dinamite realizadas por Andrew Kehoe, um membro da direção escolar, também deixaram 58 feridos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.