Tiroteio entre quadrilhas de traficantes mata 29 no México

Exército encontra milhares de cartuchos no local, onde 14 veículos atingidos por disparos foram abandonados

AP e Efe, O Estado de S.Paulo

27 de maio de 2011 | 00h00

O Exército do México informou ontem que um tiroteio entre gangues de traficantes rivais deixou 29 mortos no Estado de Nayarit, no oeste do país. A "batalha" ocorreu em uma estrada que dá acesso à cidade de Ruiz. Os corpos, todos de homens, estavam vestidos com falsos uniformes militares.

As autoridades mexicanas encontraram 14 caminhonetes e utilitários esportivos - 2 deles blindados - atingidos por disparos no local, além de coletes à prova de bala e farta munição. Na quarta-feira, imagens divulgadas pela TV mexicana indicavam que as vítimas teriam sofrido uma emboscada quando passavam pela estrada.

Até ontem, o Exército não sabia a quais cartéis os criminosos rivais pertenciam e afirmou ter encontrado dois feridos. A polícia disse que localizou quatro suspeitos baleados.

Em um comunicado oficial, o Exército afirmou que, no mesmo momento do tiroteio, soldados enfrentaram suspeitos armados 60 quilômetros ao norte de Ruiz. Dois suspeitos - um homem e uma mulher - foram mortos. Não ficou claro se os confrontos têm relação.

O cartel de Sinaloa, considerado o mais poderoso do México, atua em Nayarit há muito tempo. Mas, recentemente, passou a ser desafiado por criminosos dos cartéis Zetas e Beltrán Leyva.

Fuga. Uma perseguição a uma caminhonete resultou na morte de seis supostos pistoleiros em Guadalupe, na região de Monterrey. A polícia afirmou que, após encontrar o veículo, teve início um tiroteio em alta velocidade. Os suspeitos bateram num carro, ferindo um casal e duas crianças. Pouco depois, a caminhonete bateu numa árvore e os suspeitos morreram. Horas antes, um táxi tinha sido abandonado na frente de uma oficina que tem como cliente a polícia da cidade. Dentro do veículo, foi encontrada a cabeça de uma mulher.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.