Tiroteio mata 1 e fere 10 em Jerusalém

Troca de tiros ocorreu após jovem árabe roubar arma de segurança

Ap e Reuters, O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2011 | 00h00

Um tiroteio foi iniciado ontem na Cidade Velha de Jerusalém quando um jovem árabe roubou a arma de um segurança e tentou fugir. O ladrão, que não portava documentos, foi morto por outro segurança. Dez pessoas ficaram feridas.Ao mesmo tempo, o ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, qualificou de "fantasia" a hipótese de um acordo de paz com os palestinos e afirmou que o Exército de Israel não sairá da Cisjordânia nos próximos cinco anos. O comentário, divulgado pelo jornal Yediot Ahronot, foi feito numa conversa privada. Há sete anos, o ex-premiê Barak esteve próximo de um acordo com os palestinos.Em outro episódio, palestinos realizaram protestos violentos em várias cidades da Cisjordânia contra o muro que separa o território de Israel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.