Reprodução/Google Maps
Reprodução/Google Maps

Tiroteio na Caxemira deixa dois mortos

O incidente é o primeiro relatado pelas autoridades indianas desde a revogação do estatuto de autonomia por parte de Nova Délhi

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de agosto de 2019 | 02h31

NOVA DÉLHI - Um suposto terrorista e um policial morreram na Caxemira sob controle indiano em um tiroteio entre ativistas e as forças de segurança, informaram as autoridades nesta quarta-feira, 21.

O incidente, que ocorreu no distrito de Baramulla, no norte da Caxemira, é o primeiro relatado pelas autoridades indianas desde a revogação do estatuto de autonomia por parte de Nova Délhi.

No início do mês, o governo nacionalista hindu do primeiro-ministro Narendra Modi retirou por decreto presidencial a autonomia constitucional do estado de Jammu e Caxemira.

A decisão provocou revolta no vale de Srinagar, de maioria muçulmana, onde muitos habitantes desta região do Himalaia são hostis à Índia e estão comprometidos com sua autonomia, que prevalecia desde o início da república federal indiana, há sete décadas. AFP

Tudo o que sabemos sobre:
CaxemiraÍndia [Ásia]terrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.