Toledo aposta na extradição de Fujimori

O presidente eleito do Peru, Alejandro Toledo, disse hoje que a prisão de Vladimiro Lenin Montesinos, ex-assessor da Agência Central de Inteligência do país durante o governo Alberto Fujimori, "é um passo a mais" para extradição de Fujimori, hoje exilado no Japão. Toledo disse que não conheceu Montesinos e que espera que a Justiça "cumpra o seu dever".Ele afirmou, no entanto, não ter "sentimento de vingança", mas disse que a prisão de Montesinos é uma notícia alentadora para recuperar o sentimento moral do Peru, no tocante à corrupção.Quanto ao ex-presidente Fujimori, Toledo disse ser vital manter uma relação cordial e amistosa com o Japão, país do qual espera maior volume de investimentos diretos do Peru. "Mas é difícil imaginar que o Japão seja cúmplice da impunidade", afirmou Toledo.Ele disse compreender que, no caso de Fujimori, há o complicador da nacionalidade do ex-presidente (japonesa), mas afirmou já estar negociando com as autoridades daquele país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.