Toledo faz cerimônia inédita em Machu Picchu

A posse oficial do novo presidente do Peru, Alejandro Toledo, foi em Lima, mas as expectativas estão voltadas para a inédita cerimônia que Toledo realiza neste domingo na cidadela inca de Machu Picchu, onde renderá homenagem e assumirá o poder perante os deuses. Durante a campanha eleitoral, Toledo foi apresentado como uma espécie de reencarnação de Pachacútec, guerreiro que viveu há cerca de 500 anos, no auge da civilização inca. O ritual, conduzido por um sacerdote andino, servirá para agradecer aos apus ? os deuses das montanhas ? e à Pachamama, terra-mãe, pela vitória de Toledo. Os deuses receberão oferendas, que serão jogadas no fogo por Toledo, para que a fumaça suba até o infinito, onde estão as divindidades. Terminado o ritual, Toledo participará de uma festa folclórica em Cusco, a cidade a uma hora de vôo de Lima que serve de base para os visitantes de Machu Picchu. A segurança para os chefes de Estado e demais convidados envolverá mil policiais em Machu Picchu e outros 2 mil em Cusco. Um avião da Força Aérea e três helicópteros transportarão os convidados de Lima a Cusco e Machu Picchu. A cerimônia é um pesadelo logístico. Não há precedentes de algo dessa natureza na cidadela, e ninguém sabe ao certo o grau de organização que ela terá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.