Toledo mantém vantagem sobre rivais no Peru

A dois meses e meio das eleições presidenciais peruanas, Alejandro Toledo mantém folgada dianteira na preferência dos eleitores, com uma vantagem de 20 pontos porcentuais sobre outros três candidatos que aparecem virtualmente empatados em segundo lugar, segundo pesquisa divulgada hoje. Toledo, o ex-candidato que acusou o ex-presidente Alberto Fujimori de manipular as eleições de abril passado para assegurar sua reeleição, tem 33% das intenções de voto, segundo pesquisa nacional realizada no último final de semana pela empresa privada Apoyo. Até o mês passado, Toledo, do partido Peru Possível, aparecia com 23% das preferências eleitorais. Quem aparece com 13% é o congressista Fernando Olivera, da Frente Independente Moralizadora, que revelou em setembro um vídeo em que o ex-asssessor presidencial Vladimiro Montesinos aparentemente subornava um legislador - vídeo que marcou o princípio do fim do governo de Fujimori. Dois outros candidatos aparecem com 12%: a ex-congressista Lourdes Flores, do Unidade Nacional, e o ex-presidente Alan García, do Partido Aprista, que anunciou seu retorno ao Peru para o próximo sábado depois que a Corte Suprema prescreveu os delitos de que era acusado: enriquecimento ilícito durante sua gestão, entre 1985 e 1990. Alfredo Torres, diretor da Apoyo, comentou que a contenda eleitoral está centrada nos quatro candidatos. Outros aparecem com 5% de intenção de voto e outros ainda com menos . É o caso de Carlos BoloÏa, da coalizão Solução Popular, que agrupa os partidos ligados a Fujimori.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.