Toledo promete tratar dívida "com responsabilidade"

O presidente eleito do Peru, Alejandro Toledo, disse a investidores estrangeiros e empresários durante palestra no Conselho das Américas, em Nova York, que irá priorizar o crescimento sustentado da economia e o controle das políticas monetária e fiscal, porém sem relegar o investimento social. Toledo enfatizou diversas vezes que o país não irá gastar mais do que suas receitas e deu um recado claro para os investidores internacionais: "Vou administrar a dívida do país com responsabilidade. Não vamos tomar nenhuma decisão unilateral e qualquer atitude em relação à dívida do país será negociada com o mercado", disse. Há fortes rumores em Wall Street de que o Peru fará um "swap" - uma troca de títulos - de sua dívida externa. Toledo afirmou que o Peru poderá ser "o condor" da América Latina, se o país conseguir investir por ano entre 6% e 7% do PIB em educação. "Como faremos isso? Talvez compraremos menos aviões, tanques e navios, e talvez consigamos reduzir a corrupção", disse.Segundo Toledo, ele vai extinguir alguns ministérios que absorvem parte considerável do orçamento e negociar possíveis reduções no orçamento militar. Ele disse que, no longo prazo, o objetivo é atrair um volume maior de investimentos estrangeiros diretos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.