Tomislav Nikolic, líder ultranacionalista, renuncia na Sérvia

Decisão aconteceu por pressões na legenda após apoiar acordo de aproximação com a UE

Efe

06 de setembro de 2008 | 17h16

Tomislav Nikolic, presidente adjunto do ultranacionalista Partido Radical Sérvio (SRS), a principal força opositora, renunciou por pressões na legenda após apoiar um importante acordo de aproximação com a União Européia (UE).         Em comunicado, o SRS informou neste sábado, 6, que Nikolic apresentou sua renúncia ontem à noite em uma sessão da cúpula do partido, que liderava desde fevereiro de 2003.         Na quinta-feira passada, Nikolic tinha anunciado que o SRS apoiaria no Parlamento uma lei de ratificação de uma acordo de estabilização e associação da Sérvia com a UE, um documento que tinha criticado anteriormente.         Com Nikolic à frente, o SRS - antigo aliado no poder do ex-presidente sérvio Slobodan Milosevic - foi o mais votado, sozinho, em todas as eleições parlamentares dos últimos anos.

Tudo o que sabemos sobre:
SérviaUE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.