Tony Snow, porta-voz de Bush, volta a ter câncer

Tony Snow, principal porta-voz da Casa Branca, anunciou na terça-feira, 27, que um tecido removido cirurgicamente do seu abdômen era um câncer, doença que agora se espalhou para o fígado. Há dois anos, Snow havia se livrado de um câncer de cólon. O jornalista de 51 anos foi operado na segunda-feira em um hospital não identificado para remover um tumor do tamanho da ponta de uma unha na parte de baixo da pelve. Exames confirmaram seu caráter maligno. "Vou derrotá-lo outra vez", disse Snow, segundo relato da subsecretária de imprensa do governo norte-americano, Dana Perino. Segundo ela, houve metástase hepática, e Snow está consultando seus médicos sobre o início de uma quimioterapia. "Ele disse que vai atrás disso o mais agressivamente que puder. É uma notícia difícil para nós da Casa Branca", disse Perino, chorando, ao falar com jornalistas. O presidente George W. Bush disse ter recebido uma ligação de Snow do hospital dando-lhe a notícia. "Sua atitude é de não deixar que isso o devaste", afirmou Bush. "E ele está otimista. Minha atitude é de que precisamos rezar por ele e sua família. Estou ansioso pelo dia em que ele voltará à Casa Branca."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.