Tóquio convoca embaixador em Pequim para consultas e agrava crise bilateral

O governo do Japão convocou ontem seu embaixador na China, Uichiro Niwa (foto). A medida foi em razão da disputa territorial pelas ilhas Senkaku (Diaoyu, para os chineses), reivindicadas pelos dois países. O impasse agravou-se na semana passada com a proposta de nacionalizar o arquipélago, rico em recursos naturais, feita pelo premiê Yoshihiko Noda. Em um aparente protesto, a China enviou três navios de guerra à região, o que irritou os japoneses. Taiwan também reivindica as ilhas. Niwa deve se reunir em Tóquio com o chanceler Koichiro Gemba para discutir a crise. Ontem, um porta-voz da chancelaria chinesa alertou que Pequim defenderá de maneira resoluta seu território "sagrado".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.