Tóquio deve distribuir água engarrafada às famílias com crianças

Medida foi tomada após autoridades locais desaconselharam o consumo de água da torneira, ao detectar uma concentração alta de iodo radioativo

Efe,

23 de março de 2011 | 23h58

TÓQUIO - O governo de Tóquio distribuirá água engarrafada às famílias com bebês na capital e em cinco cidades vizinhas afetadas por níveis de iodo radioativo na água corrente acima do permitido para crianças.

 

Na quarta-feira, as autoridades de Tóquio desaconselharam o consumo de água da torneira para crianças menores de 12 meses, ao detectar uma concentração de iodo radioativo de 210 becquerel por quilo em uma instalação de tratamento de água que abastece o centro e o oeste da capital japonesa.

 

Este nível está acima do limite de 100 becquerel por quilo considerado seguro para os bebês, mas é inferior aos 300 becquerel para os adultos.

 

O escritório de gestão de águas de Tóquio pediu às autoridades locais e às cidades afetadas que distribuam 3,55 litros de água mineral às cerca de 80 mil famílias com bebês, segundo a televisão pública NHK.

 

A medida tenta responder às tentativas da população de fazer um estoque de água mineral, apesar de o governo garantir que consumir água corrente não significa um risco para a saúde dos adultos.

 

Além disso, as autoridades de Tóquio tentarão assegurar uma maior provisão de água engarrafada às famílias com bebês e pedirá às empresas de água mineral que aumentem sua produção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.