Tóquio recua e decide manter base dos EUA

JAPÃO

, O Estado de S.Paulo

29 Maio 2010 | 00h00

O primeiro-ministro japonês, Yukio Hatoyama, anunciou ontem um acordo com os EUA para manter a base americana em Okinawa, descumprindo uma de suas principais promessas eleitorais. Apesar do fato de que a base será transferida para uma parte isolada da ilha, a decisão enfureceu milhares de habitantes. Os EUA têm cerca de 47 mil militares posicionados no país, sendo mais da metade em Okinawa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.