Tornado mata seis e fere cem no norte da Argentina

Cerca de 70% das casas da cidade, de 10 mil habitantes, são derrubadas no redemoinho

ARIEL PALACIOS, Agência Estado

22 de outubro de 2010 | 10h45

Um tornado devastou ontem à noite a cidade de Pozo del Tigre, na província de Formosa, no norte da Argentina, provocando a morte de seis pessoas além de ferir outras cem. Destas, dez estavam em estado grave nesta sexta-feira. A cidade permanecia hoje sem serviços de energia elétrica, telefone e água potável. Ao redor de 70% das casas da cidade, de 10 mil habitantes, foram derrubadas pelo tornado.

Segundo as autoridades da polícia local e da prefeitura, a maior parte dos feridos sofreu fraturas de braços e pernas por causa do desabamento de vigas, postes e telhados durante a tempestade.

 

Dezenas de árvores nas praças e calçadas da cidade foram arrancadas do chão pelos ventos. O tornado também assolou as aldeias de comunidades indígenas Wilchis e Pilagás que vivem no município.

Foi o tornado mais violento desde a fundação da cidade, há 80 anos.  Em outubro de 2009, outro tornado devastou áreas da província de Misiones, no nordeste da Argentina, na fronteira com o Brasil. Na ocasião morreram dez pessoas, das quais oito eram crianças.

Tudo o que sabemos sobre:
ArgentinatornadomortesPozo del Tigre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.