Torpedo defeituoso causou tragédia do Kursk

A única causa possível do afundamento do Kursk é um torpedo defeituoso e não um choque com outro barco ou uma mina da Segunda Guerra Mundial, afirmou hoje o ministro da Indústria, Ciência e Tecnologia da Rússia, Ilya Klebanov, que lidera uma comissão oficial que investiga o desastre com o submarino nuclear.Klebanov disse que no momento é analisada apenas uma possível razão como causa da tragédia: a explosão de um torpedo de teste. "Resta-nos apenas uma versão. Descartamos um choque (com outra embarcação) e uma mina (explosiva)", afirmou, acrescentando que a comissão governamental emitirá um veredito final no próximo dia 29.O Kursk, um dos maiores e mais avançados submarinos da Rússia explodiu e afundou enquanto realizava manobras navais em agosto de 2000, causando a morte de seus 118 tripulantes. O grosso do aparato foi içado do fundo do mar em uma operação internacional realizada em outubro do ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.