Torre Eiffel é fechada por greve de funcionários

O mais conhecido dos monumentos franceses, a Torre Eiffel, está fechada por causa de uma greve dos funcionários que trabalham no local. A empresa que gerencia a torre informou que o sindicato CGT, que representa a maioria dos 300 funcionários do local, convocou a paralisação na manhã desta terça-feira.

Agência Estado

25 Junho 2013 | 11h17

O diretor da empresa, Nicolas Lefebvre, disse à Associated Press que a gerência e o sindicato estão em negociação sobre o aumento dos salários, a política de participação nos lucros e outras questões

A torre, que tem 124 anos, costuma abrir nos 365 dias do ano e recebe cerca de 25 mil visitantes por dia. Ela é fechada apenas em casos de ameaças de suicídio, de bomba ou greve de funcionários. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.