Torturado em Nova York ganha US$ 8,7 milhões

Abner Louima - torturado em 1997 pela polícia de Nova York no banheiro de uma delegacia - receberá US$ 8,7 milhões após um acordo fechado nesta quinta-feira. O acordo foi finalizado numa corte federal do Brooklyn após meses de negociações entre os advogados de Louima, da cidade de Nova York, e da Associação Policial Beneficente (o sindicato da polícia local), disse Sanford Rubenstein, advogado de Louima. "Foi um esforço muito grande que finalmente produziu algum resultado", disse Rubenstein. "Espero que esse acordo dê um novo rumo às mudanças permanentes para um melhor relacionamento entre a polícia e a comunidade."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.