Total de mortos em festival no Camboja pode superar 400

O ministro de Informação do Camboja, Khieu Kanharith, disse hoje que o número de mortos pelo corre-corre em um festival na capital do país pode chegar a 456. Segundo ele, o número oficial é de 351 mortos e 395 feridos.

AE, Agência Estado

24 de novembro de 2010 | 11h00

O número de mortos, porém, tem sido uma fonte de confusão. O Ministério da Assistência Social citou dois números, um baseando-se em dados coletados em hospitais, similar ao oficial, e outro muito maior, baseado em informações de funcionários provinciais. Para esse ministério, o número de mortos pode chegar a até 456.

A discrepância pode se dever ao fato de que amigos e parentes levaram os corpos de vítimas antes que as mortes fossem registradas. O corre-corre ocorreu na região de Phnom Penh, e uma das causas do pânico pode ter sido uma ponte muito estreita, lotada com milhares de pessoas. A hipótese é que, para algumas pessoas, havia o risco de a ponte desabar.

Autoridades abriram uma investigação no caso, ocorrido durante um festival das águas. Amanhã, haverá um dia nacional de luto no Camboja para marcar a tragédia. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
confusãofestivalCambojamorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.