Toyota interrompe produção na Venezuela por 45 dias

A Toyota Motor interromperá temporariamente a produção de veículos em sua única planta de montagem na Venezuela porque não tem as divisas necessárias para importar peças devido a controles do governo sobre o câmbio, disse uma fonte da direção da Toyota no país na sexta-feira.

AE, Agência Estado

08 de fevereiro de 2014 | 08h40

A paralisação na cidade de Cumana, no oeste do país, está marcada para começar em 13 de fevereiro e durar pelo menos seis semanas. "Nós iremos fechar inicialmente por 45 dias na expectativa de que será concedida a moeda estrangeira necessária para importar autopeças", apontou a fonte.

Em comunicado aos trabalhadores obtido pela agência AFP, a empresa disse que a falta de peças era "crítica" e que a paralisação afetaria não só a produção, mas todas as operações administrativas essenciais. A planta produziu cerca de 9.500 veículos em 2013.

A Câmara Automotiva Venezuelana diz que produção de automóveis doméstica caiu para 296 veículos em janeiro, quase todos produzidos pela Toyota. No ano passado, 72 mil veículos foram fabricados na Venezuela, queda de mais de 30% ante 2012. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
toyotaautomóveiscâmbioprodução

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.