TPI começa a julgar ex-presidente em Haia

O ex-presidente da Costa do Marfim Laurent Gbagbo, suspeito de ter apoiado assassinatos para continuar no poder, compareceu ontem ao Tribunal Penal Internacional (TPI), em Haia, para responder por acusações de crimes contra a humanidade. Gbagbo, primeiro ex-chefe de Estado a ser julgado pelo TPI, é acusado de ser coautor indireto de assassinatos, estupros e perseguições cometidos após a eleição de 2010.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.