Evert-Jan Daniels/Reuters
Evert-Jan Daniels/Reuters

TPI pedirá 'pena próxima da máxima' para Lubanga

Procuradoria tem até 18 de abril para apresentar pedido de pena contra ex-líder rebelde congolês

Efe,

15 de março de 2012 | 08h26

HAIA - O procurador-chefe do Tribunal Penal Internacional (TPI), Luis Moreno Ocampo, anunciou nesta quinta-feira, 15, que pedirá "pena próxima da máxima", que é de 30 anos de prisão, ao ex-líder rebelde congolês Thomas Luganga, declarado culpado pelo recrutamento de crianças-soldado em seu país.

"Se pedíssemos um ano para cada criança-soldado superaríamos em muitos a pena máxima de 30 anos que contemplam as regras da Corte, mas buscaremos uma pena próxima da máxima", afirmou Ocampo em entrevista coletiva.

A Procuradoria tem até 18 de abril para apresentar aos juízes o pedido de pena contra Lubanga, quem ontem foi declarado culpado por cooptar e alistar em conflito armado menores de 15 anos entre 2002 e 2003 na região de Ituri (República Democrática do Congo). 

 

Tudo o que sabemos sobre:
HaiaLubangaTPI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.