Trabalhadores ampliam greve em refinarias nos EUA

Trabalhadores do noroeste de Ohio, nos Estados Unidos, se uniram à primeira greve a afetar refinarias de petróleo em todo o país norte-americano desde 1980.

Estadão Conteúdo

08 de fevereiro de 2015 | 14h17

O jornal Blade of Toledo relatou que cerca de 100 trabalhadores da refinaria BP-Husky, em Oregon, começaram uma manifestação durante a noite. Um funcionário do sindicato local disse que cerca de 350 trabalhadores estão em greve e planejam realizar piquetes.

O Sindicato dos Metalúrgicos já havia notificado anteriormente a BP Plc. de que os trabalhadores em refinarias dos estados de Ohio e Indiana iriam participar da greve, que começou em 1º de fevereiro, em outras nove refinarias.

Um porta-voz da BP disse que a empresa espera continuar operando com trabalhadores substitutos e não prevê um efeito significativo sobre a produção.

A greve começou após metalúrgicos declararem que as negociações com a Shell Oil foram encerradas. A Shell negocia o contrato nacional para outras petroleiras.

Fonte: Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
EUArefinariagreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.