Trabalhadores da Daewoo raptados na Nigéria são libertados

Dez trabalhadores da empresa sul-coreana Daewoo, nove sul-coreanos e um nigeriano, seqüestrados na quarta-feira por um grupo armado na Nigéria, foram libertados neste sábado,informou o Ministério de Relações Exteriores sul-coreano. A notícia foi confirmada pela empresa sul-coreana.Segundo o vice-ministro de Relações Exteriores, Kim Ho-young, os trabalhadores foram libertados na madrugada deste sábado e o estado de saúde deles é bom.Ainda não foram reveladas as condições da libertação. Mas aempresa informou que o grupo armado não tinha feito nenhumaexigência para o resgate dos trabalhadores, que voltarão para a Coréia do Sul após um exame médico.Os 10 empregados foram raptados na região do Delta de Níger por um grupo armado não identificado, que dinamitou o seu alojamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.