Trabalhadores estrangeiros são seqüestrados na Nigéria

Sete pessoas, incluindo seis trabalhadores estrangeiros, foram seqüestrados de um navio na Nigéria neste sábado, disseram fontes militares e da indústria petrolífera. Há pessoas das Filipinas e uma da Nigéria, disseram as fontes. Mais cedo, elas haviam dito que todos os sete seqüestrados eram trabalhadores estrangeiros com atuação em empresas petrolíferas. Os trabalhadores foram pegos em um navio de carga operando entre a Europa e a região produtora de petróleo do Delta do Níger, disseram as fontes. O incidente eleva para nove o número de estrangeiros mantidos como reféns no oitavo maior exportador mundial de petróleo. Em busca de resgate, militantes e criminosos têm feito uma série de ataques e seqüestros contra trabalhadores estrangeiros no Delta do Níger, principal região produtora de petróleo da Nigéria. Na quinta-feira, militantes libertaram um italiano que era mantido como refém desde 7 de dezembro, mas eles disseram que ainda estão com outros três estrangeiros. Os quatro eram empregados da Agip, unidade da empresa italiana Eni.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.