Juan Medina/Reuters
Juan Medina/Reuters

Trabalhadores ferroviários espanhóis param trens

Eles protestam contra a reestruturação do setor proposta pelo governo

AE, Agência Estado

03 de agosto de 2012 | 09h53

MADRI - Nesta sexta-feira, 3, os trabalhadores ferroviários espanhóis realizam uma paralisação e interromperam a circulação de cerca de 500 trens. Eles protestam contra a reestruturação do setor proposta pelo governo. Greves e manifestação já são praticamente parte do cotidiano da Espanha.

Veja também:

linkManifestantes e policiais se enfrentam durante greve geral na Espanha

linkGreve geral na Espanha pode parar aeroportos e serviços básicos do país

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

A paralisação acontece bem no início das férias dos espanhóis. O país está na segunda recessão em três anos, com uma taxa de desemprego em quase 25%. A União Europeia (UE) emprestou 100 bilhões de euros para ajudar os bancos espanhóis, carregados de ativos tóxicos que seguiram o estouro da bolha do setor imobiliário em 2008.

Mas muitos dos 17 governos regionais estão já começando a ficar sem dinheiro. Enquanto isso, medidas de austeridade e reformas trabalhistas impostas para acalmar o mercado financeiro e apaziguar os parceiros na UE estão sufocando a economia e revoltando a população.

As informações são da Associated Press.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhagrevecrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.