Trabalhista rejeita participar do governo Sharon

O líder do Partido Trabalhista de Israel, Amram Mitzna, recusou o convite do primeiro-ministro Ariel Sharon, do partido Likud, para participar do governo. Sharon e Mitzna reuniram-se hoje pela primeira vez desde a eleição de 28 de janeiro, vencida pelo Likud. O partido vencedor está realizando reuniões com outras agremiações para formar uma nova coalizão de governo. Sharon disse a Mitzna que seria importante que os dois maiores partidos israelenses unissem suas forças para formar um governo de base ampla, que teria mais condições de lidar com os problemas de segurança e as dificuldades econômicas que Israel está enfrentado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.