Tradutor é preso nos EUA suspeito de espionagem

Agentes de imigração dos Estados Unidos prenderam hoje o médico Ahmed Mehalba, que trabalhava como tradutor no centro de detenção de suspeitos de terrorismo em Guantánamo, Cuba. Ele foi detido no aeroporto internacional Logan, de Boston, disse uma fonte. Mehalba havia chegado ontem do Cairo, acresentou a fonte, pedindo para não fosse revelada. Os agentes de imigração descobriram com Mehalba documentos que pareciam ser confidenciais e chamaram o FBI para interrogar o suspeito. Este, por sua vez, negou que os papéis fossem seus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.