'Tráfico e Chávez financiam Daniel Ortega'

WASHINGTON

, O Estado de S.Paulo

07 de dezembro de 2010 | 00h00

Telegramas da embaixada dos EUA na Nicarágua retratam o governo presidido por Daniel Ortega como um autêntico Estado criminoso financiado há muito tempo pelas redes internacionais do narcotráfico e, há alguns anos, "por maletas cheias de dinheiro" enviadas pelo presidente venezuelano, Hugo Chávez.

Juntamente com o nome de seu informante, o embaixador Robert J. Callahan escreveu entre parêntesis: "estritamente secreto". Um dos telegramas publicados pelo jornal espanhol El País destaca que, durante a campanha eleitoral que o levou ao poder em 2007, Ortega e a Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN), receberam dinheiro do narcotráfico em troca de que juízes sandinistas "libertassem traficantes capturados pela polícia e pelos militares".

O mesmo telegrama, datado de 8 de maio de 2008, destaca que Ortega é um fiel seguidor de Chávez e sua ligação com a Aliança Bolivariana para as Américas (Alba) "finalmente começou a produzir um benefício monetário para Ortega e a FSLN".

"Temos informações de primeira mão de que funcionários do governo da Nicarágua recebem maletas repletas de dinheiro de funcionários venezuelanos durante viagens oficiais a Caracas", diz um trecho do telegrama.

Ele acrescenta que "múltiplos contatos" indicaram às autoridades americanas que Ortega usa o dinheiro procedente do petróleo venezuelano para financiar os chamados Conselhos do Poder Cidadão e nas campanhas municipais do FSLN. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.