Tráfico humano dissemina o HIV na Ásia, adverte ONU

Cerca de 300 mil mulheres e criançassão vítimas do tráfico humano na Ásia todo ano, o que acelera adisseminação do vírus HIV, causador da Aids, disse a ONU naquarta-feira. "O tráfico humano ... contribui para a disseminação do HIVao aumentar cada vez mais a vulnerabilidade das vítimas dotráfico à infecção", disse Caitlin Wiesen-Antin, coordenadoraregional de HIV/AIDS para a Ásia e o Pacífico do Programa deDesenvolvimento das Nações Unidas (Pnud). "Tanto o tráfico humano quanto o HIV ameaçam muito odesenvolvimento e a segurança humanos."Importantes rotas de tráfico humano passam entre o Nepal e aÍndia e entre a Tailândia e países vizinhos como Laos, Cambojae Mianmar. Muitas das vítimas são garotas que acabam seprostituindo. "A ligação entre o tráfico humano e o HIV/Aids só foiidentificado bem recentemente", disse Wiesen-Antin ao CongressoInternacional de Aids na Ásia e no Pacífico. O Unaids, programa da ONU que atua no combate à doença,estima que em 2006 havia 5,4 milhões de portadores do HIV naregião do Pacífico Asiático. Isso faz da região a segunda maiordo mundo em termos de pessoas com HIV, depois da Áfricasubsaariana, onde há 25,8 milhões de infectados. A sede da conferência, o Sri Lanka, tem uma das taxas maisbaixas de infecção pelo HIV da Ásia, com um número estimado de5.000 pessoas, em uma população de cerca de 20 milhões dehabitantes. A vizinha Índia, em comparação, tem o terceiro maior totalde casos de HIV em números absolutos, depois da África do Sul eda Nigéria, com cerca de 2,5 milhões de HIV-positivos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.