Trem com imigrantes ilegais descarrila no México

Um trem de carga da América Central que imigrantes usam para entrar nos EUA ilegalmente descarrilou em uma região remota do sul do México, neste domingo (25), matando pelo menos cinco pessoas e ferindo 35, disseram autoridades.

Agência Estado

25 Agosto 2013 | 15h28

O número de vítimas deverá subir, contudo, já que centenas de imigrantes costumam viajar no teto do trem de carga conhecido como "A Fera", enfrentando condições brutais em busca de uma chance de atravessar para os EUA. A Cruz Vermelha disse que um número indeterminado de pessoas estava preso entre as ferragens.

O diretor do serviço de Proteção Civil do Estado de Tabasco, César Burelo, disse que o acidente ocorreu às 3h (horário local) deste domingo em uma região cercada por lagos e florestas, onde não há sinal de celular. Burelo disse que oito vagões do trem descarrilaram e autoridades desconhecem a causa do acidente.

Segundo ele, dezenas de imigrantes estavam no trem que se dirigia ao norte a partir da fronteira da Guatemala.

O governo federal disse que 16 de 35 feridos estavam estado grave. Desses, quinze foram transferidos para o hospital mais próximo no Estado de Veracruz, que faz fronteira com Tabasco.

A Cruz Vermelha afirmou que dezenas de soldados, marines e trabalhadores de emergência civis estavam tentando ter acesso à área, a qual as ambulâncias não conseguem chegar. As autoridades estavam tentando estabelecer ligações de ar, ou água com o local.

O chefe da Cruz Vermelha em Tabasco, Mario Bustillos Borge, descreveu o resgate como "uma situação complexa", que estava tornando difícil ter confirmação rápida do número real de mortos e feridos. "Há algumas estimativas muito altas, e outras que são mais conservadoras", disse a um canal de rádio local, sem fornecer detalhes. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Méxicotremacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.