Trem radioativo causa protestos e violência na Alemanha

Cerca de quatro mil ativistas antinucleares, pertencentes a grupos de esquerda independentes e anarquistas, atacaram a polícia com barras de ferro e bombas caseiras ontem, em Dannenberg, no norte da Alemanha. Várias pessoas ficaram feridas.

AE, Agência Estado

08 de novembro de 2010 | 07h33

Os ativistas pretendiam impedir a passagem pela cidade de um trem com 14 toneladas de resíduos nucleares, que se destinam a uma usina de reciclagem na França. Alguns manifestantes chegaram a se acorrentar aos trilhos.

O comboio se deteve por algumas horas, mas seguiu viagem após os violentos choques. Os protestos começaram quando a chanceler Angela Merkel anunciou que manterá abertas as 17 usinas nucleares do país por mais 12 anos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanhaprotestosviolênciatrem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.