Três americanos mortos; vereadores se reúnem em Bagdá

Três soldados americanos morreram e quatro ficaram feridos em emboscadas no Iraque nas últimas 24 horas, elevando a 30 o número de soldados mortos desde o final das hostilidades principais, em 1º de maio. A despeito da intensificação da guerrilha de resistência, duas novas câmaras municipais foram instaladas - uma em Najaf e outra, em Bagdá. Consultores americanos também revelaram seus planos para a economia iraquiana, que incluem a criação de um banco central independente.Uma explosão na estrada matou um soldado dos EUA nesta segunda-feira. Um segundo americano foi baleado na noite de domingo. Também no domingo, um soldao foi baleado na cabeça enquanto aguardava na fila de uma lanchonete.Em Bagdá, a câmara municipal se reuniu pela primeira vez. O papel desse conselho, que não tem orçamento e nem o poder de alocar recursos, é aconselhar a administração americana. Os EUA avaliaram os candidatos e declararam nula a eleição para a câmara de ?quatro ou cinco? membros do partido Baath. O conselho tem 37 cadeiras. A câmara de Najaf, com 22 vagas, também estreou nesta segunda-feira.A administração americana também anunciou que novas notas de dinar, sem a efígie de Saddam Hussein, passarão a circular em 15 de outubro. As notas com a imagem de Saddam sairão de circulação no início de 2004. Já a decisão de tornar o banco central iraquiano independente tem efeito imediato, informam autoridades da coalizão que ocupa o país. O presidente do BC terá a mesma relação com o governo de ocupação que Alan Greenspan tem com o presidente dos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.