Três explosões solares surpreendem a Terra hoje

Justo quando os cientistas pensavam que as explosões solares iam se acalmar, o Sol lançou hoje três jatos de gás superaquecido no espaço interplanetário. Foram explosões tão intensas que os satélites que monitoram a atividade solar ficaram sobrecarregados. A atual atividade do Sol, que já dura dez dias, é a mais dramática e intensa já registrada desde 1940. Mas, ao contrário das explosões dos últimos dias, as de hoje não terão grande impacto sobre a Terra, já que se encaminham em outra direção. A gigantesca região solar onde estão as manchas solares que dão origem às explosões giraram e amanhã estarão no extremo à direita do círculo do sol voltado para a Terra. O material expelido nessas explosões vai se perder no espaço. De acordo com especialistas, a região das manchas solares que dão origem a essas explosões devem desaparecer de vista amanhã ou depois. Mesmo assim, o fenômeno pode provocar auroras boreais. Segundo estimativas de cientistas da Nasa, a explosão de hoje criou uma gigantesca nuvem de cerca de 10 bilhões de toneladas de plasma superaquecido, lançada no espaço a uma velocidade de 2.300 quilômetros por segundo. Manchas solares são áreas mais frias da superfície com intensa energia magnética, que podem explodir. A região atualmente em atividade é um aglomerado dessas manchas com 322 mil quilômetros de diâmetro. Segundo Aad van Ballegooijen, do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian, essa região é atípica. "Qualquer mancha solar desse grupo é bem maior que a Terra", diz o pesquisador, acrescentando que as manchas apresentam campo magnético irregular e incomum. A maioria dos grupos de manchas é bipolar, com partículas positivas e negativas se chocando. Este grupo, porém, é o que pode ser chamado de tripolar, com partículas positivas, negativas e positivas. Segundo van Ballegooijen, as manchas podem voltar dentro de algumas semanas. "E talvez estejam menores e menos intensas", diz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.