Três idosas morrem por epidemia de gripe em Tóquio

A epidemia aconteceu em um hospital para idosos após uma empregada ter contraído a doença

EFE,

18 de janeiro de 2009 | 02h00

Três pessoas morreram e cem foram afetadas por uma epidemia de gripe ocorrida em um hospital para idosos de Tóquio, que se estendeu aparentemente após uma empregada ter contraído a doença, informa neste domingo a agência "Kyodo". As autoridades de saúde do Governo metropolitano da capital japonesa averiguam o sucedido no sanatório Tsurukawa, onde 24 empregados e 77 pacientes contraíram a gripe, dos quais três mulheres de 100, 85 e 77 anos morreram. Esse centro de saúde é especializado em idosos, com tratamentos como atenção primária para pessoas de avançada idade ou demência senil. Abriga no total 448 pacientes, cuja idade média é de 83 anos. Segundo informaram as autoridades sanitárias de Tóquio, a epidemia de gripe se propagou no centro três dias depois que uma funcionária a contraiu no dia 3 de janeiro. Os pacientes foram vacinados, mas isso não paralisou a propagação da doença, que afetou também o diretor do hospital, Kenichiro Hino, que pediu perdão pelo sucedido.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.