Jawad Jalali / EFE
Jawad Jalali / EFE

Explosão e ataque a tiros no Ministério de Informação e Tecnologia do Afeganistão deixam 7 mortos

Três invasores também estão entre as vítimas. Segundo Ministério, centenas de civis foram resgatados

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2019 | 06h50
Atualizado 20 de abril de 2019 | 14h50

CABUL - Uma explosão seguida de um ataque a tiros atingiu o Ministério de Informação e Tecnologia em Cabul, capital do Afeganistão, neste sábado, 20. Segundo o porta-voz do Ministério do Interior, Nasrat Rahimi, sete pessoas morreram - quatro civis e três policiais. Três responsáveis pelo ataque foram mortos e centenas de civis foram resgatados, incluindo crianças que estavam presentes em uma área dedicada aos filhos dos trabalhadores do Ministério. Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pela ação, mas o Taleban emitiu comunicado negando envolvimento.

"Por volta das 11h40 aconteceu primeiro uma explosão em frente do Ministério de Informação e Tecnologia (em Cabul). Depois, foram ouvidos disparos esporádicos", afirmou o porta-voz. Segundo ele, a ação foi realizada por "três insurgentes suicidas", que atacaram o prédio dos correios do complexo ministerial "se aproveitando", segundo ele, de um templo situado no local. "A Polícia cercou a área e a unidade anticrise chegou para desbaratar o ataque", concluiu Rahimi. A área em torno de prédio foi isolada e houve confronto entre a polícia e os responsáveis pelo ataque, que foi contido no fim da tarde.

Há um mês, seis pessoas morreram e outras 23 ficaram feridas em explosões semelhantes que ocorreram nas proximidades de um templo frequentado por membros da minoria xiita, também na capital do Afeganistão. /EFE, Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.