Três morrem nos EUA de raiva contraída em transplante

Três pessoas morreram de raiva depois de receber órgãos infectados de um mesmo doador, no que o governo americano afirma ser o primeiro caso registrado de transmissão da doença por meio do transplante de órgãos. As agências federais de saúde agora estudam se devem instituir um exame de raiva para a doação de órgãos.Os pulmões, rins e fígado de um homem do Arkansas que morreu me maio foram doados para pacientes no Texas, Oklahoma e Alabama, informa o Centro para Controle de Doenças (CDC) dos EUA. Três dos transplantados morreram de raiva e um quatro, de complicações durante a cirurgia.O doador apresentava sintomas de raiva antes de morrer de hemorragia cerebral, disse Mitchell Cohen, diretor do centro de coordenação do CDC para doenças infecciosas. ?Estamos aprendendo. Isso nunca aconteceu antes?, disse Cohen.Embora este seja o primeiro caso de raiva contraída por transplante de órgãos, pelo menos oito pessoas já contraíram o vírus da doença por meio de transplantes de córnea, informa o CDC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.