Três mortos em combate na Caxemira

Milhares de pessoas já morreram na região, alvo de disputa entre Índia e Paquistão

Efe,

09 de setembro de 2009 | 03h01

Um oficial indiano e dois supostos insurgentes morreram em um combate registrado em uma área montanhosa da Caxemira, no norte do país, segundo informou nesta quarta-feira, 8, uma fonte do Exército citada pela agência indiana Ians.

 

O combate aconteceu na terça-feira à noite na área de Sonagali, situada no distrito de Poonch, quando as tropas indianas localizaram um grupo de insurgentes que tentavam transpassar a Linha de Controle (LoC) que separa a Índia do Paquistão na região em disputa.

 

Além disso, as tropas indianas iniciaram uma operação de busca para localizar o restante dos insurgentes e comprovar se há mais cadáveres na zona após o tiroteio.

 

As forças de segurança indianas acusam ao Paquistão de proporcionar cobertura aos insurgentes para que se infiltrem em território indiano.

 

Neste ano, o Exército indiano calcula que cerca de 70 insurgentes entraram na parte indiana da Caxemira, frente aos 45 que conseguiram fazê-lo no mesmo período de 2008.

Caxemira, a única região da Índia com maioria muçulmana, está dividida entre o país e o Paquistão, dois países que contam com armas nucleares.

 

Ambos os países disputaram a soberania deste território histórico desde o ano 1947, quando aconteceu a partilha e independência do subcontinente e mantêm uma linha de controle muito militarizada, sem um acordo fronteiriço definitivo.

 

Dezenas de milhares de pessoas morreram nas últimas duas décadas na região vítimas da violência, embora esta tenha diminuído nos últimos anos.

Tudo o que sabemos sobre:
CaxemiraÍndiaPaquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.