Três pessoas morrem e 100 ficam feridas em tremor na China

20 dos feridos estão em estado grave; tremor de 5,9 graus atingiu a província sudoeste chinesa de Yunnan

Efe,

22 de agosto de 2008 | 00h39

Três pessoas morreram e mais de uma centena ficaram feridas - 20 delas em estado grave - em um terremoto de 5,9 graus na escala Richter, que castigou na quinta-feira à noite a província sudoeste chinesa de Yunnan. O terremoto aconteceu às 20h24 (9h24 de Brasília) no distrito de Yingjiang da Prefeitura de Dehong, muito perto da fronteira com Mianmar (antiga Birmânia) e habitada por várias minorias étnicas (os dai e os jingpo), segundo detalhou a agência Xinhua. O terremoto semeou o pânico entre a população local, e muitos deles passaram a noite ao ar livre com medo das réplicas. A mesma região do epicentro sofreu um terremoto de 5 graus na quarta-feira dia 20, que já motivou a retirada de 3.400 pessoas e causou danos em 4 mil casas, e na região foram registradas mais de 100 réplicas acima dos 3,6 graus. O oeste da China (onde ficam as regiões autônomas do Tibete e Xinjiang e províncias como Yunnan, Sichuan ou Qinghai) sofre com freqüência terremotos, porque ficam perto da área onde as placas tectônicas da Ásia e a Índia, no Himalaia.

Tudo o que sabemos sobre:
terremotoChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.