Três presos são enviados para Bósnia

Três argelinos que estavam detidos na base americana de Guantánamo, em Cuba, foram enviados para a Bósnia, onde viviam antes de serem presos, em 2001. Um juiz americano havia ordenado a libertação do grupo no mês passado. Essas foram as primeiras libertações por ordem judicial efetuadas pelo governo do presidente George W. Bush. De acordo com um agente da central de inteligência da Bósnia, os argelinos Boudella al-Hajj, Mustafa Ait Idr e Mohammed Nechle chegaram ontem à capital, Sarajevo. "Este é um grande dia para mim e minha família", disse Nadja Dizdarevic, mulher de Al-Hajj.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.