Três soldados da Otan morrem em explosão no Afeganistão

Mais de 4.500 pessoas já perderam a vida no país apenas em 2009 vítimas da violência

EFE

20 de dezembro de 2008 | 06h51

Pelo menos três soldados da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), sob comando da Otan, morreram na noite desta sexta-feira na explosão de uma bomba no sul do Afeganistão, informou neste sábado a organização militar.  O comunicado da Isaf não informa a nacionalidade dos mortos e a província onde ocorreu a explosão. No entanto, uma fonte de segurança citada pela agência afegã "AIP" informou que os soldados são dinamarqueses e que o ataque ocorreu na província de Helmand. "Estes soldados morreram com honra, ajudando a trazer segurança para o Afeganistão. Continuamos comprometidos em trabalhar juntos com o povo afegão para melhorar a segurança e a estabilidade em seu país", disse o capitão Mark Windsor, porta-voz da Isaf. Mais de 4.500 pessoas perderam a vida este ano no Afeganistão vítimas da violência, segundo cálculos da imprensa internacional.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoIsafOtan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.